domingo, 26 de março de 2017

Resenha, filme: Assassin's Creed

Venho hoje resenhar sobre esse filme que têm dividido opiniões entre os fãs e críticos do mundo todo, mas de primeira mão afirmo apenas uma coisa:

"Nada é verdade, tudo é permitido"

Título: Assassin's Creed
Diretor: Justin Kurzel
Ano: 2017
Duração: Duas horas e Vinte minutos
Orçamento: US$ 125 Milhões

Sinopse:

Através de uma tecnologia revolucionária que desbloqueia as suas memórias genéticas, Callum Lynch (Michael Fassbender) revive as aventuras do seu ancestral, Aguilar, na Espanha no séc. XV. Callum descobre que é descendente de uma sociedade ancestral secreta, os Assassinos, e através da sua experiência nas memórias de Aguilar, adquire o conhecimento e a perícia necessária para entrar em confronto nos dias de hoje com os eternos inimigos dos Assassinos, os Templários, uma organização poderosa e opressiva

Resenha:


Antes de mais nada, vou tentar expor o meu ponto de vista, enquanto analiso o filme e mostro o que fez esse filme dividir críticas positivas e negativas.

Os filmes derivados de jogos de vídeo game não tem um bom retrospecto quando adaptados para as telonas e esse fato se deve, pois um jogo tem por volta de 10 horas de história no mínimo, então é muito complicado adaptar um jogo e ter uma história tão rica e detalhada nos cinemas e foi isso que aconteceu com Assassin's Creed. Todos os fãs reclamam por causa da história se passar mais no presente do que no passado e pelo Aguilar ter poucas linhas de diálogo ao longo do filme. Mas a questão em si é: Isso deixa de ser Assassin's Creed? Claro que não! Dentro do cenário possível, o resultado entregue foi muito satisfatório. Não seria possível fazer um filme dividindo os períodos em passado e presente, teria que ser dividido em duas partes e mesmo assim poderia ficar confuso e estaria fadado a ser um vexame, pois no cinema o filme busca agradar os fãs e conquistar um novo público que vai assistir sem embasamento nenhum sobre a série.

A única outra maneira de se fazer esse filme seria focando introduzindo o Callum e desenrolar toda trama no passado, mas além do buraco que iria ficar no presente, porque iria contar toda vida do Aguilar, parte por parte, detalhe por detalhe, sendo que o foco do filme assim como do próprio jogo é o interesse da Abstergo na Maçã do Eden? No jogo funciona, pois ele não briga contra um tempo de mais ou menos 2 horas e meia. Provado que essa maneira não iria vingar, vamos analisar o enredo do filme.

Callum Lynch é um homem que viu sua mãe ser assassinada por seu pai quando era mais novo e cresceu cometendo crimes, até ser condenado a pena de morte. Para todos, Callum morreu, mas ele acorda em um lugar distante onde está prestes a descobrir coisas que jamais iria pensar em ver. Ele descobre ser descendente de uma linhagem de Assassinos, que são um grupo que lutam pela liberdade e livre arbítrio das pessoas, porém ele vê sua linhagem com outros olhos e é induzido a reviver as memórias de seu antepassado, Aguilar de Nerha para poder ajudar esse grupo que "salvou" sua vida a encontrar um artefato que pode alcançar a paz..

Esse enredo, simples e bem desenvolvido foi o que perdurou durante o filme e deu muito certo ao meu ver, pois se eu não conhecesse a série, eu entenderia tudo, o básico que uma pessoa precisa saber sobre a ordem dos Assassinos, o Credo, as motivações Templárias que vão ficando clara ao longo do filme e o que me deixou deslumbrado foi o fato do telespectador não saber em qual lado se apegar, torcer, isso apenas ao longo do filme vai se explicando. Efeitos, muitas lutas, parkour, elementos do universo AC foram muito bem representados, referências em todo canto..  bom para todos os públicos.

As motivações de Sophia Rikkin e seu pai foram bem desenvolvidas e até o momento em que eles se desentendem ficou muito interessante.

Já Aguilar, ao meu ver foi bem introduzido no filme, contribuiu para trazer o conhecimento à Callum e ao mesmo tempo aos telespectadores do que se trata o filme e faz esse papel de ir explicando os mistérios acerca da trama.

O desenvolvimento de Callum ao longo do filme e seu início na ordem trouxe algo que jamais vi até mesmo nos jogos, um assassino que age igual aos dos tempos passados, só que no presente! Eu espero ver uma sequência, com o restabelecimento da ordem nos tempos atuais e uma grande guerra contra os templários! Assassin's Creed é um grande filme, fiel e original ao mesmo tempo e merece ser assistido, porém quem for assistir deve ter sua própria opinião e analisar todo o material, a mídia em que está esse material e tudo que foi entregue!

Nota: 9,9/10

Postagem por: Leonardo Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário